Se conselho fosse bom, não se dava, vendia.
Você já ouviu isso? Com certeza sim, talvez até mesmo tenha falado para alguém que veio te dizer o que fazer ou não fazer ou como agir diante de uma situação da sua vida. 

Refletindo sobre esse dito popular vejo o quanto ele reflete a imagem da sociedade em que vivemos hoje. Vivemos em um mundo de individualismo e autossuficiência. Nós não precisamos nos importar com a opinião dos outros mais. O que o outro pensa não interfere em nossa vida, pois vivemos para nós mesmos. 

Logo, por que se importar com a recomendação de alguém sobre como você deve viver? Não faz sentido. Não para a maioria das pessoas de hoje. Ouvir um conselho te faz até uma personalidade, fraca. Afinal, você tem que resolver suas coisas sozinhas! Você é forte e não precisa de ninguém te falando o que fazer, não! 

Mas espera aí... Se você é cristão você já ouviu algo bem diferente, não é mesmo? Somos um corpo, o corpo de Cristo, filho do nosso Criador e nosso único Salvador. Olha que importância nós temos! Sim, nós. Eu, você e seu irmão que senta lá no último banco da igreja, assim como o pastor que está lá na frente todo culto. Todos nós temos importância uns para com os outros e, juntos, com para Deus. 

Assim, nós não estamos sozinhos. O que fazemos e como agimos afeta em nossa vida e na vida daqueles irmãos que estão ao nosso redor recebendo a nossa influência. E mais: influencia as pessoas que te tomam como um parâmetro para avaliar a Igreja. Mesmo que você nem perceba. 

Nós, além de termos tanta importância assim, também somos dependentes uns dos outros e acima de tudo do nosso Senhor (1 Coríntios 12.12-26). Então, não somos nada autossuficientes quanto nos ensinaram. Precisamos uns dos outros, precisamos viver em conjunto, como corpo, e precisamos viver em harmonia.
O que isso tem a ver com conselho?’, você pode estar se perguntando. 

Pois bem, o sábio Salomão disse o seguinte em Provérbios 12 versículo 15: ‘O tolo pensa que sempre está certo, mas o sábio aceita conselho’.  

Como podermos ser sábios se não ouvimos conselhos de pessoas que são mais sábias que nós? Como podemos ouvir conselhos – e aceita-los quando certos – se estamos tão arrogantes e tolos, cegos pela nossa independência, achando que somos suficientes e não precisamos de ninguém para nos ajudar? Impossível, né? Esses são os valores que aprendemos hoje. 

O livro de Provérbios inteiro é somente de conselhos. São recomendações dados por Salomão, inspiradas por Deus – afinal, é um livro da Bíblia, a Palavra de Deus – para o povo do Senhor. Nosso Deus quer que sejamos sábios, que sejamos como Ele, pois Ele nos criou à sua imagem e semelhança e ele é a própria sabedoria. Como podemos ser assim se não ouvimos mais aqueles que nos amam e que querem nos ajudar? 



Claro que nem todo conselho se ouve. Muito pelo contrário, devemos ter muito cuidado com o que absorvemos. Muito cuidado com aquilo que praticamos motivados pelas influências de amigos, familiares e até mesmo lideres que se dizem cuidar espiritualmente de nós. 

Mas isso não anula o fato de que o bom e sábio conselho deve ser ouvido. Mais ainda: ele deve ser buscado. Não precisamos passar por situações difíceis sozinhos. Ouvir um conselho de um irmão em Cristo que se importa com você e o ama não é ser sem personalidade, não é que ele também esteja querendo ‘se meter’ em sua vida, te dominar, ditar o que você deve ou não fazer. Sabe o que significa? Que ele te ama com o amor de Jesus. Pois quem nós amamos, nós queremos ver o bem, queremos cuidar, proteger. 

Logo, o conselho vindo do sábio – e somente do sábio – é uma declaração de amor. Como você pode ver seu irmão no erro, sofrendo, sendo oprimido e cruzar os braços e fechar a boca, sem lhe oferecer um conselho, uma recomendação, que pode fazer toda a diferença em sua vida e na situação em que ele se encontra? E como pode você simplesmente não ouvir aquele que só quer te ajudar – e no fundo, você sabe que está certo? 


Qual conselho ouvir?

É óbvio que você não deve ouvir a qualquer pessoa que chega a ti e fala para você fazer algo. Muito menos deve pedir conselhos a quem não confia e que você sabe que nem vive sobre a orientação da Palavra de Deus.

Saber qual conselho ouvir é tão importante quanto abrir seu coração para poder ser disciplinado e discipulado
 

O primeiro ponto é avaliar quem está te dando conselho. Por que você acha que essa pessoa quer te ajudar? Existem pessoas que nos dão conselhos apenas porque o nosso maleficio será bom para elas. Mas, há aquelas que nos ajudam por amor e por quer querem nos ajudar de coração. Busque essa pessoa que reflete a Cristo! 

Partindo daí, é importante entender que o conselho mais importante, e o único que devemos ouvir, é aquele que concorda com a Palavra do Senhor. Nunca escute uma recomendação de alguém que está indo contra a bíblia. Ela é a luz que guia os nossos passos e nos ajuda a chegar até Cristo. Tudo que foge a ela não é de Deus! 

Ouvir um conselho de uma pessoa que teme a Deus e vive conforme os padrões estipulados por Ele é abrir seu coração para uma vida de sabedoria e bons passos. Abandone seu individualismo e autossuficiência. A arrogância que o torna tolo! 



Para não ficar com um texto todo escrito por mim, segue alguns versículos que falam da importância dos conselhos e de como não somos sozinhos, mas um corpo que deve refletir a imagem daquele que nos uniu! 

Ouça conselhos e aceite instruções, e acabará sendo sábio. Muitos são os planos no coração do homem, mas o que prevalece é o propósito do Senhor.  Provérbios 19:20-21
Os planos fracassam por falta de conselho, mas são bem-sucedidos quando há muitos conselheiros.  Provérbios 15:22
O orgulho só gera discussões, mas a sabedoria está com os que tomam conselho.  Provérbios 13:10
O temor do Senhor é o princípio do conhecimento, mas os insensatos desprezam a sabedoria e a disciplina.  Provérbios 1:7
Quem confia em si mesmo é insensato, mas quem anda segundo a sabedoria não corre perigo.  Provérbios 28:26 



Um Comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curso de maquiagem online