No ano passado eu recebi o livro Bullying, do autor Mar'Junior. Com a premissa de conter informações sobre uma pessoa que sofreu e também praticou Bullying, me interessei logo.  Afinal, esse é um tema bem importante para ser abordado hoje. 

Autora: Mar'Junior
Editora: Novo Ser
Páginas: 125
Ano: 2012
Nota2/5
Sinopse: Mar'Junior nos brinda com este livro corajoso, em que desnuda não só o que sofreu, mas o que fez sofrer. Mar' faz desse sofrimento pessoal matéria-prima para que o sofrimento - pelo menos dos tão jovens - seja cada vez mais banido dos seus ambientes. No momento em que tanto se fala do bullying, este é um livro que, não apenas deve ser lido, mas que precisa ser lido.


Bullying é um relato pessoal da vida do Mar'Junior, divido em três partes a obra constitui relatos sobre a época que ele sofreu bullying, na infância, tanto dentro de casa com constantes ameaças e humilhações do seu próprio pai, quanto na escola e na rua. A segunda parte fala brevemente sobre o que todo esse sofrimento causou nele, e o tornou um agressor também. E a terceira é o processo de conscientização, focado mais para educadores e escolas. 

O livro é recheado de capitulo, e cada uma dessas partes tem torno de 2 a 5 páginas, na média. A narrativa do Mar'Junior é tranquila, linguagem fácil, parágrafos curtos e histórias contadas de uma maneira objetiva. Logo no inicio eu sofri um choque com seus relatos, sobre as violências sofridas principalmente dentro da própria casa, e até mesmo ameaça contra a vida. 

Uma das coisas que aprendi é que palavras têm força e têm poder. 

Acho que esse foi o grande motivo para que eu demorasse tanto para ler a obra, em dado momento era tanta informação forte e impactante, que meu coração ficou pesado, sentia muita pena da criança que viveu tudo aquilo e parei a leitura por muitas vezes. O livro foi muito forte para mim, os relatos da violência, embora declarados de uma maneira objetiva, eram cheios de violência, física e verbal, e medo. 

Muitos relatos eu acredito que poderiam ficar de fora do livro, confesso. E isso pesou muito em mim. Com o passar das páginas comecei a sentir o livro mais como um desabafo do autor pelos traumas sentidos do que um projeto de conscientização. 

Somente para o final da obra que fui vendo mais essa outra parte. Mar'Junior nas últimas 20 páginas do livro consegue ensinar bastante sobre o processo de conscientização e combate, abordando propostas muito interessantes para educadores e escolas e divulgando um pouco do seu projeto e espetáculo teatral.


Mar'Junior é ator, direto e roteirista teatral. Hoje ele lida um espetáculo chamado Bullying, que se apresenta em diversas escolas, trazendo muitas atividades para a conscientização. Seu livro, composto por 125 páginas traz um pouco sobre o que é dito nessas escolas (na parte final do livro). 

Em suma, achei o livro regular. Isso porque, embora tenha tido uma boa proposta, o autor falou muito dos seus traumas e isso me causou grande mal estar durante a leitura. O lado bom é que no final ele consegue voltar para o que pretendia e passa boas lições. 

Um Comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curso de MakeUp com a Boca Rosa